Nattan Carvalho Fotografia de Autor


Daniel Pradeep Singer / Songwriter - Ouça Your Soul Blog (OYS)
Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil
Soul - Samba Soul - Neo Soul - R & B - Disco - Funk - Jazz - Blues - Gospel - Hip Hop - Charme
contato: oys.blog@gmail.com

agosto 15, 2013

Lançamento de Livro sobre Técnica Vocal que Fundou os Alicerces da POP Music


Livro do grande mestre do canto, Marconi Araújo (Contratenor - Maestro),  é lançado. O livro trata da técnica vocal que fundou os alicerces da POP Music. Para adquiri-lo poderão acessar os seguintes links: reservas e compras.




agosto 14, 2013

Nêga (15/ago/2013) - POA


Niver Black Light Party 4.4 Guto Dj - Rio 40°


A Mulher que me fez "HOMEM": Tina Turner - The Queen of Rock in Roll


Caríssimos. Não é fácil manter um blog no último semestre do Doutorado. Mas não aguento mais estar afastado. Preciso escrever e me comunicar com o universo da música!

Hoje é um dia especial pois a Globo News, através do programa "Arquivo N" dá continuidade a série série "Reis do Pop". Hoje a homenageada será a Rainha do Rock in Roll,  a leoa Tina Turner (Leia mais em: vcfaz.TV - Globo News homenageia "Reis do Pop"). O programa vai ao ar hoje (14/ago/2013) às 23 horas.

O que eu poderia dizer sobre Tina Turner ou A Mulher que me fez "HOMEM"? Resumindo...Anna Mae Bullock nasceu em 26 de novembro de 1939 no Hospital Memorial de Haywood, em Browsville, Estado do Tennessee, no EUA. Em seguida foi levada para a sua casa situada numa cidadezinha chamada Nutbush, no Condado de Haywood.  A região era basicamente destinada a atividade agrícola, em especial o plantio de algodão, sorgo, soja e milho. Era um povoado pouco desenvolvido próximo a Rodovia 19, onde havia uma igreja, uma algodoeira, uma escola, etc. Assim Tina descreve na canção Nutbush City Limits de sua autoria. Seu pai, Floyf Richard Bullock, além de capataz de uma fazenda local era também pastor da Igreja Batista Woodlawn. A sua mãe Zelma era uma índia temperamental. Após inumeras brigas conjugais, Zelma abandonou o marido e se mudou para Sant Luis com sua outra filha Alline. A pequena Anna, três anos mais moça que Alline, permaneceu no campo com a avó. Mais tarde Anna Mae  se mudou para Sant Luis, onde foi viver com a mãe e a irmã. O sonho de Zelma era que a jovem Anna se tornasse enfermeira, mas algumas surpresas mudaram o roteiro projetado pela mãe.
 

Ao frequentar casas noturnas para negros em uma época de intensa segregação racial, Anna Mae Bullock conheceu o lider de uma banda local chamada King of Rhythm, o músico Ike Turner. Logo que ouviu a voz da moça que um dia se aventurou ao microfone, Ike ficou louco com o seu timbre único. Qualquer um ficaria, mas ele chegou primeiro! Tina mesmo diz: "minha voz nunca foi um a voz feminina e doce como a de Diana". Ike logou a integrou a sua banda e  situou como o principal vocal e assim surgiu Tina, nome artístico dado por Ike a Anna, que foi inspirado na personagem do filme popular de ação, Sheena - A Rainha das SelvasTina iniciou uma jornada rumo ao estrelato. No entanto, não foi muito fácil pois como num picante drama de cinema, Tina protagonizou cenas de abuso, nas quais o vilão era o próprio marido, que a espancava sem motivos e de forma inesperada. Uma mente insana que a qualquer olhar diferente de Tina, dizia: você está querendo me sacanear e começava a pancadaria. 


Após anos de agressões e uma tentativa de suicídio, O próprio Ike, sempre interessado em ocultismo trouxe uma nova secretária para o estúdio que entoava uns mantras. Mal ele sábia que providenciara um meio de Tina se libertar. Através desta moça, Tina conheceu a prece budista Nam-myoho-renge-kyo. Tina recitou e se libertou! Não foi fácil, pois após uma cena de pancadaria no carro de Ike e chegar ao hotel em dia de estréia de show com o rosto inchado, lábio partido e sangrando, Tina foge com alguns centavos no bolso e o desfecho foi um divórcio turbulento, com o qual Tina finaliza esta "união" abrindo mão de todos bens materiais e com o direito de usar seu nome artístico, Tina Turner. Com muitas dívidas a pagar e com mudanças no cenário musical, Tina enfrenta uma séries de obstáculos até encontrar o jovem empresário australiano Roger Davies, que também empresariava Olivia Newton-John em seu auge. Os anos 80 chegaram e o cenário do Rock in Roll se formou como um bloco que dominou a Cultura Pop. Tina novamente corajosa se aventura no mundo do Rock. Seu retorno é memorável e seu primeiro disco solo lançado para as grandes massas, Private Dancer, rende uma série de prêmios, entre eles o Grammy de melhor vocal feminino de Rock



Aí que começa a minha história. Em 1983 eu vi Tina no videoclipe Let´s Stay Together. Eu fui ao delírio com aquela mulher negra com cabelos loiros, sensual, aquelas pernas e uma voz de arrepiar todos pelos do corpo. Aquilo mudou minha vida. Eu a segui recortando reportagens de revistas. Ficava hipnotizado com suas aparições na TV. E quando veio ao Rio em 1988, eu tinha apenas 13 anos e infelizmente eu não pude assisti-la. 

Uma série de conflitos eu vivi na minha adolescência e com a descoberta dos caminhos que eu naturalmente seguiria. E foi ouvindo Tina Turner que eu superava cada dificuldade a cada momento. Sua voz rascante e agressiva me fornecia forças pra lutar e nunca me abater. Em certos momentos de depressão eu ouvia Show Some RespectI Might Have Been Queen e Better Be Good To Me. E todas estas canções se tornaram hinos de luta pra mim. Uma das frases que mais me marcam e momentos conflitantes e me fortaleceram são:


We've got to show some respect
We've got to learn to protect
Don't take it for granted, I know
That if you want to stay close
We've got to show some respect
OU


I look up to the stars with my perfect memory 
I look through it all and my future is no shock to me 
I look down but I see no tragedy 
I look up to the stars till I find my destiny 
I look up to my past, a spirit running free 
I look down, I look down and I'm there in history 
I'm a soul survivor
OU


You better be good to me 
That's how it's gotta be now 
Cause I don't have no use 
For what you losely call the truth 
You better be good to me

Mas não parou por aí! Em 1994 eu vi o filme de sua biografia e fiquei tocado pela maneira como Tina havia se libertado do casamento através da prática do Nam-myoho-renge-kyo. Apesar de ainda achar um pouco estranho, tive o desejo de seguir o mesmo caminho, mas não conhecia meios para tal. 


Em 2001 eu estive do Japão e visitei templos budistas de outros seguimentos e fiquei encantado. Em 2002, eu comecei a ler livros do Dalai Lama e, embora se tratasse de outra linha do budismo, o meu interesse crescia. Em 2011 eu finalmente tive contado com o Budismo Nitiren através de uma amiga, mas ainda não estava preparado e somente em 3 de março de 2012 eu me converti. Essa conversão também veio através de Tina, hehehe. Eu integrava o grupo do fã clube internacional no Facebook. E um fã de Tina Turner de São Paulo, Giballin Gilberto, indicou-me um amigo em Porto Alegre que providenciou minha conversão em poucos dias. Desde lá eu experimento um caminho de força em minha vida. Um caminho que eu já experimentava a ouvir as canções da Leoa Tina.


Tina Turner é a artista feminina de Rock melhor sucedida da história, em vendagem de ingressos e discos. Suas performances eletrizantes contagiaram milhões e lhe proporcionou mega turnês na Europa e América do Norte. Em 2008-2009 sua turnê de 50 anos de carreira foi um sucesso, aos 68-69 anos de idade e sem nenhum material fonográfico inédito para promover. Simplesmente querem ver Tina Again Again Again.


Tina Again Again Again é uma realidade. Aos 73 anos a mulher mais sensual do Rock é capa da Vogue alemã. Ainda tem a coragem e liberdade de ser feliz e casar pela segunda vez. Mas agora com um cara que acompanha e que convive amorosamente desde os anos 80, o respeitável Sr. Erwin Back, executivo da indústria fonográfica.


Tina tem o direito de ser feliz sempre! Ainda mais agora aos 73 anos, quando pode desfrutar uma vida calma e tranquila longe dos palcos, em sua casa na Suíça  Eu também posso e opto pela felicidade. Todos podemos ser quando abandonamos os cenários de sofrimentos, nos quais estamos inseridos, mas não necessariamente nos pertencem. Você também pode e isso não tem a ver com dinheiro ou fama, mas sim com a capacidade de renunciar a tudo que lhe faz mal e se reconstruir. Mesmo na lama o lótus floresce. Beijos a todos!




junho 10, 2013

COLETIVO FANON: Todo o poder para o povo.: ACESSE A BIBLIOTECA  DIGITAL DO COLETIVO FANON:ht...

COLETIVO FANON: Todo o poder para o povo.: ACESSE A BIBLIOTECA  DIGITAL DO COLETIVO FANON:
ht...
: ACESSE A BIBLIOTECA  DIGITAL DO COLETIVO FANON: http://pt.scribd.com/collections/3784111/Biblioteca-Digital-Coletivo-Fanon

®JOSEPH DJ * RnB/Charme | House Music: BOBBY VALENTINO NO BRASIL!!

®JOSEPH DJ * RnB/Charme | House Music: BOBBY VALENTINO NO BRASIL!!: O Rio de Janeiro mais uma vez surpreende a todos os amantes da Black Music, depois de Donell Jones, Keith Sweat e na década de 80 vários ...

®JOSEPH DJ * RnB/Charme | House Music: NALDO BENNY - DEIXA EU TE PEGAR!

®JOSEPH DJ * RnB/Charme | House Music: NALDO BENNY - DEIXA EU TE PEGAR!: O cantor carioca Naldo , que agora acrescentou o "Benny" ao seu nome artístico, o qual é destacado bem em sua nova musica de t...

Zambukaki: A Incrível Jornada Humana

Zambukaki: A Incrível Jornada Humana:   O documentário da BBC apresentado pela TV “Escola A Incrível Jornada Humana” (em inglês The Incredible Human Journey) é extremamente agrad...